Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sexta-feira, 20 de Abril de 2018





Zeca admite que recebeu de Joesley doação oficial de R$ 1 milhão em 2010
Ex-governador negou que tenha cobrado propina entre 1999 a 2006


19 de Junho de 2017 - 10:55           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Zeca admite que recebeu de Joesley doação oficial de R$ 1 milhão em 2010

 
 

O deputado federal e ex-governador Zeca do PT rebateu as acusações feitas pelo empresário Joesley Batista, da JBS, de que teria sido o petista a iniciar a cobrança de propina em Mato Grosso do Sul em troca de benefícios fiscais para empresas do grupo, porém admitiu ter recebido doação do homem que fechou a delação que abalou a república.

Zeca afirma que recebeu R$ 1 milhão em doação da JBS, via Partido dos Trabalhadores. À época o petista disputava eleição pelo governo estadual contra André Puccinelli (PMDB), e revelou ter sido procurado pelo dono da JBS, que teria lhe oferecido ajuda na campanha.

“Ele viu que eu tinha chance de ganhar. Mas, infelizmente eu perdi”, disse Zeca à reportagem durante agenda pública na manhã desta segunda-feira (19), na Capital, onde acompanha o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra (PMDB-RS) e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O deputado federal, que cogita disputar uma cadeira no Senado em 2018, pontuou que só conheceu Joesley em 2010, ou seja, quatro anos após deixar o governo. Até então, ele afirma que conhecia apenas o ‘Júnior da Friboi’ (José Batista Júnior), irmão mais velho de Wesley e Joesley.

“ Falar até papagaio fala. Se não tiver provas e condenar vão cair do cavalo, a lei é clara quanto ao ônus da prova, que cabe a quem acusa”, disparou Zeca, que frisou ainda que poderá tomar as ‘medidas cabíveis’ contra o empresário.

Em entrevista à Revista Época, Joesley afirmou que o esquema de pagamento de propina levado à cabo pela JBS teve início em Mato Grosso do Sul, na gestão de Zeca, e se manteve com Puccinelli e Azambuja.











Plantão

.
20/04/2018 - 21:09   Bombeiros socorrem vítima de acidente em Amambai
20/04/2018 - 21:05   Denúncia anônima leva DOF até ‘arsenal de guerra’ em loja na Grande Dourados
20/04/2018 - 18:15   Em Itaporã, Reinaldo Azambuja entrega e anuncia obras e ganha título de cidadão.
20/04/2018 - 16:01   Menino de 10 anos morre de mal súbito e corpo volta adulterado em caixão lacrado
20/04/2018 - 15:58   Terapeutas holísticos de Mato Grosso do Sul se organizam em Associação
20/04/2018 - 15:50   WhatsApp ganha função para remover status de administrador em grupos
20/04/2018 - 14:03   Polícia Militar Ambiental autua pecuarista por desmatamento ilegal
20/04/2018 - 13:57   CV ´plantou´ membro em fazenda para vigiar posto da PRF na BR 463
20/04/2018 - 13:49   Garis encontram caixões à beira da pista e acionam a Polícia Militar
20/04/2018 - 13:47   JBS informa que não há plantas da empresa no Estado barradas pela União Europeia
20/04/2018 - 13:36   Alunos bloqueiam entrada em universidade em protesto contra fim de licenciatura
20/04/2018 - 13:33   No melhor mês de março em 5 anos, Brasil cria 56 mil empregos formais
20/04/2018 - 12:37   Governo vai asfaltar MS-379 com investimentos de quase R$ 77,4 milhões
20/04/2018 - 11:31   Itaporã: Investimento na MS-156 diminui tempo da viagem pela metade
20/04/2018 - 10:50   Lei que aumenta pena para motorista embriagado entra em vigor
20/04/2018 - 10:48   IBGE aponta prévia da inflação oficial que ficou em 0,21% neste mês
20/04/2018 - 10:45   Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
20/04/2018 - 10:42   Polícia Federal anuncia que fará concurso público para 500 vagas
20/04/2018 - 08:42   Estado paga R$ 3,7 milhões para realização de concurso da PM e Corpo de Bombeiros
20/04/2018 - 08:40   Estudante de Medicina é preso com mochila e travesseiros recheados de dinheiro falso
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!