Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019





Total de pessoas ocupadas no país cresce 1,7 milhão de 2012 para 2017



08 de Novembro de 2018 - 09:00           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Grávida de sete meses passa mal e morre após cirurgia em hospital

 
 
O número de pessoas ocupadas no Brasil aumentou de 89,7 milhões em 2012 para 91,4 milhões em 2017.

É o que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad-C): Características Adicionais do Mercado de Trabalho 2012-2017, divulgada hoje (8), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Estudo diz que o pico de pessoas ocupadas ocorreu em 2015, com 92,6 milhões, tendo caído 1,5% em 2016 e apresentado discreta recuperação de 0,3% em 2017  (Arquivo/Agência Brasil)
O estudo indica que o pico de pessoas ocupadas no país ocorreu em 2015, com 92,6 milhões, tendo caído 1,5% em 2016 e apresentado “discreta” recuperação de 0,3% em 2017.

A economista técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Adriana Beringuy, explicou que a proporção entre homens e mulheres no mercado ficou um pouco mais equilibrada, porém, o motivo principal foi a perda de postos de trabalho pela parcela masculina.

“A gente tem estruturalmente que os homens são predominantes na população ocupada, na série histórica desde 2012. Essa diferença sempre existiu. O que houve em 2017 é que a queda da ocupação entre os homens foi tão acentuada que essa diferença ficou menor, não necessariamente porque houve um grande avanço na ocupação da mulher”, disse.

Na análise por sexo, o predomínio masculino permanece com 56,6% das pessoas ocupadas em 2017 sendo homens.

Porém, a expansão na ocupação se deu apenas entre as mulheres no ano passado, o que fez com que a diferença de ocupação entre os sexos chegasse ao menor valor na série analisada, passando de 42,3% das pessoas ocupadas, sendo mulheres em 2012, para 43,4% em 2017.

Setor privado

A leve recuperação na ocupação vista no ano passado não se reflete no setor privado, já que o número de trabalhadores com carteira assinada teve queda de 1,12 milhão, chegando a 36,3% das pessoas ocupadas, enquanto 600 mil aumentaram o contingente de trabalhadores por conta própria e empregados sem carteira assinada, chegando a 25,3% e 12,2% do total de ocupados no país, respectivamente.

Segundo Adriana, os dados ainda não refletem os efeitos da reforma trabalhista, aprovada em 2017.

“Os dados são de 2017 e a implantação [da reforma trabalhista] foi no fim de novembro de 2017, e na prática começou a ser feita em 2018. Então a pesquisa não cobre os possíveis impactos da legislação”.

Ficaram estáveis o número de trabalhadoras domésticas, com 6,8% do total, empregados no setor público (12,4%), empregadores (4,6%) e trabalhadores familiares auxiliares (2,5%).

Por grupamento de atividade, o setor que mais perdeu postos de trabalho de 2015 para 2016 foi a indústria geral, com 1,3 milhão de pessoas a menos empregadas, mas também foi um dos que teve a maior recuperação em 2017, ganhando 335 mil pessoas empregadas no setor.

No total, 13% das pessoas ocupadas no Brasil trabalham na indústria. O destaque da recuperação de 2017 foi o grupamento de Alojamento e Alimentação, que recebeu 500 mil pessoas

O IBGE aponta também que a proporção de pessoas que trabalham no turno diurno na ocupação principal caiu de 93,3% em 2012 para 92,5% em 2017. O total fica em 90,6% entre os homens e em 94,6% entre as mulheres.

 

Agência Brasil










Plantão

.
17/01/2019 - 09:00   Ex-presidente do Naviraiense é condenado por desviar R$ 247 mil
17/01/2019 - 08:54   Mais de 6,4 mil microempresas devem R$ 136 milhões à Receita
17/01/2019 - 08:43   Alerta de tempestade para 8 cidades e calorão de 38°C em MS nesta quinta-feira
17/01/2019 - 08:40   DOF apreende dois veículos com contrabando do Paraguai na MS-141
17/01/2019 - 08:39   Em 15 dias, Corumbá lidera ranking de queimadas no Brasil
17/01/2019 - 08:33   Com rival de Marcelo Piloto na mira, polícia vai às ruas para prender 19
17/01/2019 - 08:24   Ex-candidato a prefeito e tio de Pavão é morto em ataque de grupo armado
17/01/2019 - 08:20   Em Corumbá, banco fiscaliza ocupações irregularidades em imóveis do Minha Casa, Minha Vida
17/01/2019 - 08:16   Em Rio Brilhante, adolescente é flagrado abusando da prima de 5 anos
17/01/2019 - 08:04   Em Caarapó, homem simula sequestro para enganar mãe e acaba preso
17/01/2019 - 08:00   Corpo de jovem é encontrado às margens da BR-163 em Juti
17/01/2019 - 07:47   Mãe salva por filho de assalto tentou correr atrás de bandidos
17/01/2019 - 07:40   Com faca, assaltante aterroriza jovens e acaba preso em Dourados
17/01/2019 - 07:20   Em Glória de Dourados, PM prende homem que esfaqueou ex-mulher
17/01/2019 - 07:00   Em Campo Grande, atentado tem batida, dois mortos e adolescente baleado
17/01/2019 - 06:50   Ator de Tropa de Elite sofre acidente e é internado em estado grave
17/01/2019 - 06:30   Depois de decreto, dobra número de procura por armas em lojas
17/01/2019 - 06:20   PF prende suspeito de participar de assassinato de líderes do PCC
17/01/2019 - 06:18   Como passar despercebido no WhatsApp mesmo conectado? 3 truques para alcançá-lo
17/01/2019 - 06:00   Trabalhadores são internados em Caarapó, após passarem mal por causa de agrotóxico
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!