Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018





Taxa de desemprego cai em MS no primeiro trimestre deste ano
Com 8,4%, índice foi o segundo menor dentre as 27 unidades da federação


17 de Maio de 2018 - 13:24           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 
Taxa de desemprego recuou em Mato Grosso do Sul no primeiro trimestre deste ano e fechou em 8,4%, frente a índice de 9,8% registrado no mesmo período do ano passado, divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador é o segundo menor dentre as 27 unidades da federação — atrás de Santa Catarina (6,5%), enquanto a maior taxa é a do Amapá (21,5%) —, mas mesmo assim houve aceleração do nível de desocupação no Estado em relação ao trimestre imediatamente anterior (7,3%).

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Trimestral, o contingente de desempregados é de 118 mil sul-mato-grossenses, aumento de 17 mil trabalhadores em relação ao último trimestre de 2017. 

Em se tratando do rendimento médio habitual de todos os trabalhos, o valor recebido pelo trabalhador sul-mato-grossense no primeiro trimestre deste ano foi estimado em R$ 2.171, montante 1,4% superior ao do trimestre anterior (R$ 2.140) e 2,6% superior ao mesmo trimestre de 2017 (R$ 2.116).

Subutilização

Ainda conforme o IBGE, a taxa de subutilização da força de trabalho — que agrega os desempregados, os subocupados (pessoas ocupadas com jornada inferior a 40 horas semanais mas que gostariam de trabalhar por um período maior) e a força de trabalho potencial — também teve queda em Mato Grosso do Sul neste primeiro trimestre de 2018. O indicador passou de 18%, em igual período do ano passado, para 17,7% no trimestre encerrado em março.

Já a taxa de desalento da força de trabalho, que indica as pessoas que estão fora da força de trabalho porque desistiram de buscar uma vaga, teve leve crescimento no Estado, saindo de 2,3% para 2,6%.

Conforme o IBGE, “a população desalentada é definida como aquela que estava fora da força de trabalho por uma das seguintes razões: não conseguia trabalho adequado, ou não tinha experiência ou qualificação, ou era considerado muito jovem ou idosa, ou não havia trabalho na localidade em que residia – e que, se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga”. Ela faz parte da força de trabalho potencial.

País

No País, a taxa de subutilização da força de trabalho, que inclui os desempregados, pessoas que gostariam de trabalhar mais e aqueles que desistiram de buscar emprego, bateu recorde no primeiro trimestre, chegando a 24,7%, informou o IBGE.

Ao todo, são 27,7 milhões de pessoas nessas condições. Destes, 13,7 milhões procuraram emprego mas não encontraram. O restante são subocupados por insuficiência de horas trabalhadas, pessoas que gostariam de trabalhar mas não procuraram emprego ou não estavam disponíveis para trabalhar.

No trimestre, a taxa de desemprego foi de 13,1%, crescimento de 1,3 ponto percentual ante o trimestre anterior, frustrando expectativas de recuperação sustentável do mercado de trabalho.

A taxa de desalento da força de trabalho, que indica as pessoas que desistiram de procurar trabalho, também foi recorde no trimestre, atingindo 4,1% no primeiro trimestre. De acordo com o IBGE, eram 4,6 milhões de pessoas nessa condição, 60,6% deles na região Nordeste.

Os dados divulgados pelo IBGE mostram que o desemprego é mais forte na região Nordeste, onde a taxa chega a 15,9%, e mais fraco no Sul, que tem apenas 8,4% de sua força de trabalho sem emprego. (Com agências)











Plantão

.
20/08/2018 - 23:27   APAE de Itaporã abre a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla
20/08/2018 - 22:49   Uma mulher foi presa e acusada de embriaguez ao volante em Itaporã
20/08/2018 - 16:39   Carreata do Zé Gotinha alerta sobre importância da vacinação infantil
20/08/2018 - 16:25   MPE pede que TSE recuse candidatura de Lula: ´Está inelegível´
20/08/2018 - 16:16   TRE-MS disponibiliza sistema para denúncias de práticas eleitorais ilegais
20/08/2018 - 16:15   Menina denuncia padrasto após estupros em série
20/08/2018 - 16:14   Fechamento de fronteira com Venezuela é impensável, diz Etchegoyen
20/08/2018 - 16:13   Baixa procura faz aérea cancelar voo entre Campo Grande e Assunção
20/08/2018 - 16:08   Estudante assassinada no Paraguai é filha de ex-prefeito no MT
20/08/2018 - 15:40   Governo define medidas para solucionar entrada de venezuelanos em Roraima
20/08/2018 - 14:35   Mais de 500 candidatos usam títulos religiosos no nome de urna
20/08/2018 - 14:05   Papa apela a católicos que ajudem a combater abusos
20/08/2018 - 13:56   Exército diz que 1,2 mil venezuelanos saíram do Brasil após violência
20/08/2018 - 13:45   Sicredi celebra 30 anos com festa para família no Belmar Fidalgo na véspera do aniversário da Capital
20/08/2018 - 13:35   Plano econômico de Nicolás Maduro entra em vigor na Venezuela
20/08/2018 - 13:03   Acusado da morte de Elvis Neguinho tem prisão preventiva decretada
20/08/2018 - 12:50   Felipe Fraga e Ricardo Zonta foram os ´nomes´ da sétima etapa da Stock Car
20/08/2018 - 12:35   Polícia apreende 800 mil maços de cigarros km 21 da BR-463 em Dourados
20/08/2018 - 12:25   Rauali Kind Mascarenhas é o novo Delegado de Policia Civil em Itaporã
20/08/2018 - 12:20   Alckmin pode perder tempo de propaganda na TV e rádio
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!