Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018





Suspeito de matar ex com 6 tiros é preso depois de tentar usar nome falso
Estava foragido há 11 meses do semiaberto


13 de Novembro de 2017 - 16:21           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Suspeito do feminicídio de Shirley Martins Pereira, de 29 anos, na madrugada do último dia 2, Odemir Severo Pinto, de 24 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (13), no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. O possível autor está foragido há 11 meses do regime semiaberto e usou nome falso para tentar se livrar da abordagem policial.

De acordo com informações Gecam (Grupamento Especializado com o Apoio de Motocicletas), responsável pela prisão, após denúncia anônima, policiais localizaram Odemir em frente a uma residência na Avenida Santo Eugênio. Ao notar a presença dos militares, o suspeito entrou para dentro da casa.

Durante abordagem, Odemir apresentou nome falso à equipe da Gecam. Tentativa que foi descoberta em seguida. Com ele, foram encontrados uma motocicleta e um celular com registro de roubo.

O suspeito tem diversas passagens pela polícia, entre elas, registro de violência doméstica registrado por Shirley em 2015.

Odemir foi autuado em flagrante pela receptação da moto e será encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que já havia expedido mandado de prisão preventiva contra ele. À polícia, testemunhas disseram ter visto o suspeito na casa de Shirley horas antes do feminicídio.

O suspeito negou o crime e afirmou saber, na verdade, quem seria o autor.

O crime

Shirley Martins Pereira foi morta por volta das 2h30 do dia 2 de novembro, no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima de 29 anos, foi atingida por seis tiros.

A mulher estaria na casa de uma amiga quando uma pessoa, possivelmente um homem, chegou ao local e fez os disparos. Foi acionado o socorro, mas a vítima morreu no local.

Midiamax












Plantão

.
19/01/2018 - 14:40   De férias com a família, Ticiane Pinheiro usa vestido de 30 mil na praia. Fotos
19/01/2018 - 14:20   Wanessa Camargo fica fora de desfile da Mocidade no Carnaval: ‘Decisão difícil’
19/01/2018 - 14:17   Ao todo, contratos custarão R$ 867,9 mil aos cofres estaduais
19/01/2018 - 14:08   Governo anuncia construção de 100 casas populares no interior do Estado
19/01/2018 - 14:06   Motociclista de 40 anos morre atropelado por carro na rodovia MS-487
19/01/2018 - 14:00   Filho de Patricia Abravanel abraça a irmã recém-nascida, Jane: ‘Amor’
19/01/2018 - 12:20   Joãozinho Engraxate´ morre aos 66 anos em Dourados
19/01/2018 - 12:00   Conselho define procedimentos para saque de cotas do PIS/Pasep
19/01/2018 - 11:40   Acidentes graves em rodovias federais caem 7,5% em 2017; número de multas sobe
19/01/2018 - 10:40   Homem que estava caçando é preso pela Polícia Ambiental ao tentar fugir; armas e munições são apreendidas
19/01/2018 - 10:20   Taylor Swift e sua família são ameaçados de morte por perseguidor da cantora, diz site
19/01/2018 - 10:00   Entregas de uniformes em escolas da Rede Estadual começam com um mês de antecedência
19/01/2018 - 09:58   Mãe abre portão e filho acaba esfaqueado por vizinho
19/01/2018 - 09:26   Ministério da Educação reconhece 50 cursos de ensino superior
19/01/2018 - 09:19   Entregas de uniformes em escolas da Rede Estadual começam com um mês de antecedência
19/01/2018 - 08:53   Vídeo produzido por produtores de Sidrolândia viraliza nas redes sociais de Bolsonaro
19/01/2018 - 08:45   Terminam hoje inscrições para vagas com salários de até R$ 8,4 mil
19/01/2018 - 08:40   Chuva abre cratera em rodovia de MS, carro cai e duas pessoas ficam feridas
19/01/2018 - 08:20   MS quer Maracaju como ponto de partida da Ferroeste
19/01/2018 - 08:07   Prazo para segunda etapa de matriculas na rede estadual termina nesta 6ª feira
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!