Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018





Presidente deve conversar até com ‘malandro’, diz FHC ao juiz Moro



12 de Junho de 2018 - 08:20           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Ao depor nesta segunda-feira, dia 11 de junho, o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, disse ao juiz federal Sérgio Moro que um presidente deve ouvir “malandros” no exercício do cargo. Na ocasião, FHC falou como testemunha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo responsável por investigar o político petista por reformas executadas em um sítio em Atibaia (SP). As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo.

Segundo a reportagem, a declaração de Fernando Henrique foi feita quando ele mencionou audiências que tinha, como presidente, com políticos e empresários. Inicialmente, a defesa de Lula perguntou a Fernando Henrique sobre encontros com Emilio Odebrecht, patriarca da empreiteira que leva o sobrenome de sua família.

O tucano afirmou ter conversado não só com empresários, mas com líderes sindicais e religiosos durante o período de seu mandato. De acordo com Fernando Henrique, na vida pública, não é possível escolher quem será seu interlocutor.

“É natural que o presidente se comunique com os representantes da sociedade. Tendo influência, ele deve falar. É parte da vida presidencial ouvir, conversar, discutir. MST, conversei inúmeras vezes. Sindicato, nem se fale. Igreja, nem se fale”, afirmou FHC durante depoimento, segundo o jornal carioca.

O ex-presidente, então, relembrou uma situação na qual ainda estava na Universidade de São Paulo (USP) para justificar que não se pode “discriminar” malandros.

“Mesmo o malandro, você sabe que ele é malandro, você não vai entrar na malandragem dele,” afirmou. “E ele não pode ser malandro o tempo todo, tem vez que não é. Ele não deve ser discriminado. Quem tem função pública tem a obrigação de ouvir, além de levar o país para a direção certa”, completou.

De acordo com O Globo, o depoimento do ex-político durou cerca de 30 minutos e levou em consideração outros temas, como a composição do ministério no presidencialismo de coalizão. Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de ter dividido as esferas de influência dos partidos na base aliada na Petrobras com PP, MDB e PT, dividindo as diretorias da estatal com representantes dessas legendas.












Plantão

.
21/08/2018 - 11:19   Carro carregado com maconha é apreendido na Capital
21/08/2018 - 11:19   Mega pode pagar prêmio de R$ 27,5 milhões amanhã
21/08/2018 - 11:18   Safra de cana estimada em 635 milhões de toneladas terá produção de 30 bilhões de litros de etanol
21/08/2018 - 10:36   Quer ser piloto de drone? Curso do Senai da Capital ensina como
21/08/2018 - 10:20   Polícia flagra caminhonete com meia tonelada de agrotóxico chinês
21/08/2018 - 10:19   Inadimplência do consumidor atinge 61,6 milhões no país
21/08/2018 - 10:18   Multas de trânsito já podem ser parceladas com cartão de crédito
21/08/2018 - 09:58   Vereadora Lourdes Struziati solicita Cascalhamento da ITA-35 , principal acesso ao Clube de Campo.
21/08/2018 - 09:35   Federação ajusta última rodada do Estadual Sub-19
21/08/2018 - 09:31   Traficante é preso acusado de vender droga próximo Escola Efantina no Flórida II
21/08/2018 - 09:30   Homem tenta incendiar a casa da ex-sogra para se vingar
21/08/2018 - 09:01   Morre aos 61 anos o jornalista Otavio Frias Filho
21/08/2018 - 09:00   Eleições 2018: 75% dos deputados federais devem se reeleger
21/08/2018 - 08:58   Inmet aponta para queda de temperatura em MS ao longo desta terça-feira
20/08/2018 - 23:27   APAE de Itaporã abre a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla
20/08/2018 - 22:49   Uma mulher foi presa e acusada de embriaguez ao volante em Itaporã
20/08/2018 - 16:39   Carreata do Zé Gotinha alerta sobre importância da vacinação infantil
20/08/2018 - 16:25   MPE pede que TSE recuse candidatura de Lula: ´Está inelegível´
20/08/2018 - 16:16   TRE-MS disponibiliza sistema para denúncias de práticas eleitorais ilegais
20/08/2018 - 16:15   Menina denuncia padrasto após estupros em série
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!