Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 19 de Junho de 2018





Não soube me conter diante de tanto poder, diz Cabral



09 de Junho de 2018 - 07:36           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Num depoimento emocionado, três dias após conhecer o neto na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) afirmou nesta sexta-feira (8) que não soube se conter diante do poder obtido em duas décadas de carreira política. 

Ele reconheceu “promiscuidade” com empresários, disse ter adotado prática “desonestas” e assumiu ter tido “soberba” em sua carreira política ao eleger aliados para diferentes cargos. Ainda assim, mudou pouco a linha de defesa, afirmando que nunca pediu propina, mas se apropriou de sobra de caixa dois de campanha.

“Foi nessa promiscuidade [com empresários] que eu me perdi, que eu usei dinheiro de campanha para fins pessoais. [...] Eu não soube me conter diante de tanto poder e tanta força política. De uma maneira vaidosa querer fazer prefeitos nas cidades, vereadores, deputados, usar recursos…”, declarou o ex-governador.

O emedebista admitiu que arrecadou cerca de R$ 500 milhões para campanhas próprias e de aliados, tendo usado cerca de R$ 20 milhões para uso pessoal. 

Cabral voltou a afirmar que ajudou campanhas de aliados e “até da oposição”. Mas, mais uma vez, se negou a nomear os beneficiários do caixa dois que arrecadou.

Provocado pelo juiz Marcelo Bretas, ele disse ter interesse em reparar financeiramente os crimes que confessou, entregando bens.

“Abra mão de seu patrimônio e demonstre de forma prática seu arrependimento”, disse o juiz Marcelo Bretas.

“Qual a importância de patrimônio estando longe dos filhos?”, disse ele, que afirmou que vai oferecer os valores à Justiça.

O discurso mais humilde foi adotado na semana em que Cabral conheceu, com autorização de Bretas, seu primeiro neto, filho de Marco Antônio Cabral (MDB). 

“De uns dias para cá venho refletindo sobre os erros que cometi. A história vai dizer meus acertos e meus erros como governante, parlamentar. Mas sem dúvida, o senhor me permitiu no início dessa semana fazer eu olhar para mim mesmo para o meu passado presente e futuro”, disse ele.

Antes da audiência, Bretas defendeu a autorização dada e afirmou ser “humano antes de juiz”.

“Só não bateram em mim por ter autorizado o encontro com seu neto, porque houve algo mais importante, a conversa com o ex-presidente. Não abro mão. Independente da ignorância de algumas pessoas, prefiro pecar pelo excesso de gentileza. Não veja em mim um inimigo”, disse o magistrado.

O emedebista foi ouvido na ação penal em que é acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por meio dos doleiros Renato e Marcelo Chebar. Contudo, voltou a falar de modo geral sobre as acusações de cobrar 5% sobre grandes contratos durante sua gestão.











Plantão

.
19/06/2018 - 16:59   MS está em alerta após caso de poliomielite ser detectado na Venezuela
19/06/2018 - 14:50   Cadastro para atuar como Mesário Voluntário está aberto
19/06/2018 - 14:40   Bombeiros são acionados para combater incêndio na Linha do Potreirito
19/06/2018 - 14:38   Pecuarista é morto a tiros em cidade paraguaia ao lado de Paranhos
19/06/2018 - 14:30   ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26
19/06/2018 - 14:27   Após matar homem perto de delegacia, pistoleiros foram perseguidos até Paraguai
19/06/2018 - 14:20   Senegal aproveita bobeiras da Polônia e vence em Moscou
19/06/2018 - 14:16   Dois jogos abrem rodada da Série B nesta terça
19/06/2018 - 14:15   STF começa julgamento de ação penal contra Gleisi e Paulo Bernardo
19/06/2018 - 13:24   Sem atingir meta, municipio de Itaporã prorroga vacinação contra a gripe até o dia 22
19/06/2018 - 10:10   Confira os projetos que estão sendo aprovados na Câmara de Itaporã
19/06/2018 - 09:40   Jessica Ellen faz ensaio nu e celebra ´iniciar novos ciclos´
19/06/2018 - 09:30   Inscrições para 500 vagas na Polícia Federal começam nesta terça
19/06/2018 - 09:20   Veículos roubados em São Paulo são recuperados em MS
19/06/2018 - 09:00   Solto pela justiça, casal volta a ser preso por assassinato de deficiente
19/06/2018 - 08:50   Copa do Mundo tem hoje últimas estreias e o início da 2ª rodada
19/06/2018 - 08:40   Dourados e Ponta Porã recebem amanhã partidas remarcadas do sub-17
19/06/2018 - 08:30   Copom inicia nesta terça-feira reunião para definir nova taxa Selic
19/06/2018 - 08:20   Ex-ministro Eliezer Batista, pai de Eike Batista, morre aos 94 anos no Rio
19/06/2018 - 08:10   Editora UEMS recebe a partir do dia 25 obras para publicação
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!