Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018





Não soube me conter diante de tanto poder, diz Cabral



09 de Junho de 2018 - 07:36           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Num depoimento emocionado, três dias após conhecer o neto na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) afirmou nesta sexta-feira (8) que não soube se conter diante do poder obtido em duas décadas de carreira política. 

Ele reconheceu “promiscuidade” com empresários, disse ter adotado prática “desonestas” e assumiu ter tido “soberba” em sua carreira política ao eleger aliados para diferentes cargos. Ainda assim, mudou pouco a linha de defesa, afirmando que nunca pediu propina, mas se apropriou de sobra de caixa dois de campanha.

“Foi nessa promiscuidade [com empresários] que eu me perdi, que eu usei dinheiro de campanha para fins pessoais. [...] Eu não soube me conter diante de tanto poder e tanta força política. De uma maneira vaidosa querer fazer prefeitos nas cidades, vereadores, deputados, usar recursos…”, declarou o ex-governador.

O emedebista admitiu que arrecadou cerca de R$ 500 milhões para campanhas próprias e de aliados, tendo usado cerca de R$ 20 milhões para uso pessoal. 

Cabral voltou a afirmar que ajudou campanhas de aliados e “até da oposição”. Mas, mais uma vez, se negou a nomear os beneficiários do caixa dois que arrecadou.

Provocado pelo juiz Marcelo Bretas, ele disse ter interesse em reparar financeiramente os crimes que confessou, entregando bens.

“Abra mão de seu patrimônio e demonstre de forma prática seu arrependimento”, disse o juiz Marcelo Bretas.

“Qual a importância de patrimônio estando longe dos filhos?”, disse ele, que afirmou que vai oferecer os valores à Justiça.

O discurso mais humilde foi adotado na semana em que Cabral conheceu, com autorização de Bretas, seu primeiro neto, filho de Marco Antônio Cabral (MDB). 

“De uns dias para cá venho refletindo sobre os erros que cometi. A história vai dizer meus acertos e meus erros como governante, parlamentar. Mas sem dúvida, o senhor me permitiu no início dessa semana fazer eu olhar para mim mesmo para o meu passado presente e futuro”, disse ele.

Antes da audiência, Bretas defendeu a autorização dada e afirmou ser “humano antes de juiz”.

“Só não bateram em mim por ter autorizado o encontro com seu neto, porque houve algo mais importante, a conversa com o ex-presidente. Não abro mão. Independente da ignorância de algumas pessoas, prefiro pecar pelo excesso de gentileza. Não veja em mim um inimigo”, disse o magistrado.

O emedebista foi ouvido na ação penal em que é acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por meio dos doleiros Renato e Marcelo Chebar. Contudo, voltou a falar de modo geral sobre as acusações de cobrar 5% sobre grandes contratos durante sua gestão.











Plantão

.
21/10/2018 - 19:21   PRF apreende peças de helicóptero contrabandeadas do do Paraguai
21/10/2018 - 19:14   Renata Kuerten desistiu da barriga trincada: ´quero um corpinho violão´
21/10/2018 - 19:11   ‘Tuzin’ morre após colidir motocicleta em rotatória
21/10/2018 - 19:10   Ao menos 7 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 100 vagas
21/10/2018 - 19:09   Morador de assentamento é encontrado morto e suspeita é latrocínio
21/10/2018 - 19:09   Para fechar STF basta ´um soldado e um cabo´, diz filho de Bolsonaro
21/10/2018 - 19:07   Homem tenta fugir, mas acaba preso com 392 quilos de maconha
21/10/2018 - 15:31   Conselho de Ética abre inscrições para eleição de representantes
21/10/2018 - 12:48   Sabrina Sato coloca fim a mistério e revela nome pra lá de diferente da filha
21/10/2018 - 11:19   Pecuarista é autuado por desmatamento de vegetação nativa
21/10/2018 - 10:49   Acidentes com vítimas caem 18% até agosto, revela DPVAT
21/10/2018 - 10:46   Caminhonete invade pista e mata casal em motocicleta
21/10/2018 - 10:20   Pagamento do 13º salário injeta R$ 211,2 bilhões na economia
21/10/2018 - 10:09   Celulares erram de novo e antecipam horário de verão neste domingo
21/10/2018 - 10:00   Baterias de celulares vindas do PY são apreendidas
21/10/2018 - 09:53   Anvisa aprova três novos tratamentos contra o câncer
21/10/2018 - 09:51   Vai ao Plenário projeto que regulamenta controle de pragas urbanas
21/10/2018 - 09:50   Intenção de consumo das famílias recua 0,3% em outubro, diz CNC
21/10/2018 - 09:48   GM prende homem que urinou em frente ao portão do Corpo de Bombeiros em Dourados
21/10/2018 - 09:46   Cartões do Enem serão liberados nesta segunda-feira
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!