Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sábado, 20 de Outubro de 2018





Na Justiça, família de Carolina pede revogação da liberdade de acadêmico
Exclusão de dados do Iphone não pode reverter liberdade


13 de Novembro de 2017 - 16:30           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Familiares da advogada Carolina Albuquerque protocolaram pedido na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, solicitando que a Justiça reconsidere decisão que concedeu liberdade ao estudante de medicina João Pedro Miranda, apontado como responsável pelo acidente que matou a jovem no último dia 2.

“Analisada as razões, caso entenda cabível, requer seja exercido o juízo de retratação à decisão que revogou a prisão preventiva do acusado João Pedro da Silva Miranda Jorge, impondo-lhe as medidas cautelares”, diz a petição protocolada na sexta-feira (10).

O documento não aponta as razões que motivaram o pedido, porém, informa que as justificativas serão apresentadas no prazo legal.

Exclusão dados iPhone

A exclusão de dados do Iphone de João Pedro trouxe à tona o debate sobre interferência do suspeito no processo de investigações do caso e sobre possível revogação de liberdade. No entanto, Geraldo Marin, delegado que investiga o caso, explica que a exclusão não é indício suficiente para revogar a liberdade do universitário, porém, não deve comprometer o trabalho da polícia.

“Suposições não são suficientes. O fato de ele ter apagado e imputar algo contra ele é algo distante, até porque ele não é obrigado a produzir provas contra ele mesmo”, afirmou o delegado.

Para a polícia, o suspeito afirmou que apagou o histórico do aparelho por “autoproteção”, já que o celular estava perdido”. Agora, a polícia tenta recuperar o histórico das chamadas e ligações feitas no dia do acidente, que foram apagadas remotamente pelo acadêmico.

O acidente

O acidente que terminou na morte da advogada aconteceu na madrugada de quinta-feira (2), na Avenida Afonso Pena em frente ao Shopping Campo Grande. A advogada teria passado o sinal vermelho depois da meia noite, sendo atingida pela camionete do estudante.

Com o impacto, o carro de Carolina foi arrastado por aproximadamente 100 metros. Ela morreu no local. O filho da advogada, de 3 anos, teve fratura na clavícula e ficou quatro dias internado na Santa Casa de Campo Grande.

Após dois dias foragido, João Pedro se entregou e teria dito ao delegado que não estava bêbado e que dirigia no máximo a 70 km/h.

João Pedro afirmou que fugiu do local do acidente porque teria sido ameaçado e chamado de assassino por testemunhas que estavam no local, porém, a versão do suspeito é contestada.

Fraude Processual

João Pedro ainda pode responder por fraude processual de um acidente ocorrido no início do ano em que o pai do estudante teria ‘assumido’ a culpa. O acidente teria acontecido na rotatória da Avenida Tamandaré e Euler de Azevedo.

Segundo a delegada Cristiane Grossi de Araújo da 7º delegacia de polícia, as investigações sobre uma possível fraude serão feitas e não há dia para que o pai de João Pedro seja ouvido para esclarecimentos do caso.












Plantão

.
19/10/2018 - 16:53   Flagrado com mulheres e cerveja, goleiro Bruno perde direitos na prisão
19/10/2018 - 16:00   Depois de perseguição, dupla é presa com maconha em carro furtado
19/10/2018 - 15:40   Polícia Militar Ambiental apreende armas de caçador ilegal em Paraíso das Águas
19/10/2018 - 15:33   Depois de quatro anos Unidade da PRF é inaugurada em Sidrolândia
19/10/2018 - 15:02   Simone Tebet é cotada para assumir a presidência do Senado
19/10/2018 - 14:37   Juiz Eleitoral determina busca e apreensão em escritório ligado a campanha do PDT
19/10/2018 - 14:34   Em nota, PSDB-Mulher diz que não contratou serviços de envio de mensagens
19/10/2018 - 14:32   PM assassinado fazia ´bico´ como segurança em fábrica abandonada
19/10/2018 - 14:20   Estudo aponta que 54% dos municípios brasileiros têm plano de resíduos
19/10/2018 - 14:10   Três partidas agitam a noite de sexta da Série B
19/10/2018 - 14:00   Curso de Preparação para Adoção debate vinculação afetiva
19/10/2018 - 13:50   Procuradores podem se candidatar às vagas para o Conselho Superior do MPE
19/10/2018 - 13:36   Bonito recebe estadual de beach tennis no fim de semana
19/10/2018 - 13:36   Operações da CCR MSVia auxiliam execução de obras e serviços na BR-163/MS
19/10/2018 - 11:20   Bolsonaro e Haddad têm propostas antagônicas para direitos humanos
19/10/2018 - 11:06   PM é assassinado em fábrica abandonada de Campo Grande
19/10/2018 - 11:00   Termina hoje prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição do Exame de Seleção do IFMS
19/10/2018 - 10:50   PDT de Odilon prepara ação para anular eleições após denúncias contra Bolsonaro
19/10/2018 - 10:50   Bandidos furtam loja de ex-primeira dama e deixam prejuízo de R$ 10 mil
19/10/2018 - 10:12   Mais de 400 atletas das modalidades individuais disputam Jems e Jojums nesta sexta
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!