Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018





Manifestantes ocupam triplex atribuído a Lula no litoral de SP
Cerca de 50 integrantes do MST fazem parte do movimento


16 de Abril de 2018 - 12:43           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Manifestantes ocupam triplex atribuído a Lula no litoral de SP

 
 
Cerca de cinquenta manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocupam, na manhã desta segunda-feira (16), o triplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Praia das Astúrias, em Guarujá, no litoral de São Paulo.

O protesto acontece nove dias após Lula se entregar para a Polícia Federal em São Bernardo do Campo e ser encaminhado para Curitiba. Ele está preso desde o último dia 7, após permanecer por dois dias na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O caso triplex causou a condenação de Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.

Os manifestantes chegaram ao local por volta das 8h30. "Se o triplex é do Lula, podemos permanecer. Se não é, por que ele está preso?", explica o manifestante do MTST, Josué Rocha. Segundo ele, mais de 50 pessoas estão dentro do triplex, e outros cem manifestantes estão em frente ao prédio.

O grupo estendeu faixas com mensagens: "Povo Sem Medo", "Se é do Lula, é nosso" e "Se não é, por que prendeu?", na sacada do triplex. "Queremos provocar essa discussão. Eles não têm provas de que o triplex é do Lula, não há nenhuma prova da propriedade, a condenação é uma farsa", conta o manifestante.

Rocha ainda explica que a entrada no triplex foi pacífica, sem nenhum registro de violência. Viaturas da Polícia Militar acompanham o protesto que não tem previsão de término.

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro após o magistrado entender que a construtora OAS pagou R$ 2,2 milhões em propina a Lula por meio da entrega do triplex e reformas no imóvel. O recurso foi analisado por três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, nesta quarta-feira, e Lula acabou condenado em segunda instância por três votos a zero. Os desembargadores ainda aumentaram a pena para 12 anos e um mês de prisão.










Plantão

.
21/08/2018 - 15:45   Incêndio destrói 17 moradias e deixa 42 desabrigados em Cubatão
21/08/2018 - 15:39   CCR MSVia entrega nove cadeiras de rodas a entidades de MS
21/08/2018 - 13:06   Campanha alerta para a importância do uso dos óculos de segurança
21/08/2018 - 13:04   Intolerância à lactose e alergia ao leite: entenda as diferenças
21/08/2018 - 13:03   Conheça a cidade de Governador Celso Ramos
21/08/2018 - 13:02   Bancos de Leite Humano precisam de doações para atender bebês prematuros
21/08/2018 - 12:51   Suspeito de matar universitária tinha sido acusado de violenta execução de outra universitária
21/08/2018 - 12:05   Mulher de 25 anos tem celular roubado por homem em bicicleta, próximo do Brizolão
21/08/2018 - 12:04   Fique atento aos trechos em pare-e-siga da CCR MSVia na BR-163/MS
21/08/2018 - 11:57   Caminhão carregado de maconha tomba na MS-289 entre Amambaí e Coronel Sapucaia
21/08/2018 - 11:19   Carro carregado com maconha é apreendido na Capital
21/08/2018 - 11:19   Mega pode pagar prêmio de R$ 27,5 milhões amanhã
21/08/2018 - 11:18   Safra de cana estimada em 635 milhões de toneladas terá produção de 30 bilhões de litros de etanol
21/08/2018 - 10:36   Quer ser piloto de drone? Curso do Senai da Capital ensina como
21/08/2018 - 10:20   Polícia flagra caminhonete com meia tonelada de agrotóxico chinês
21/08/2018 - 10:19   Inadimplência do consumidor atinge 61,6 milhões no país
21/08/2018 - 10:18   Multas de trânsito já podem ser parceladas com cartão de crédito
21/08/2018 - 09:58   Vereadora Lourdes Struziati solicita Cascalhamento da ITA-35 , principal acesso ao Clube de Campo.
21/08/2018 - 09:35   Federação ajusta última rodada do Estadual Sub-19
21/08/2018 - 09:31   Traficante é preso acusado de vender droga próximo Escola Efantina no Flórida II
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!