Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018





Mais 8 policiais são presos por suspeita de corrupção e contrabando em MS



14 de Junho de 2018 - 08:00           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

A Corregedoria da Polícia Militar, junto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prenderam mais oito pessoas por suposto envolvimento com a máfia dos cigarros, nesta quarta-feira (13).

Nenhum dos envolvidos possui patente de oficial e, entre os presos, está o irmão de um tenente coronel, também preso no dia 16 de maio. Na ocasião, foram cumpridos 20 mandados de prisão e 45 mandados de busca e apreensão contra os servidores suspeitos de corrupção, na capital e em 15 cidades do interior.

Esta é a terceira fase da operação, que teve todos os pedidos de prisão deferidos pela Justiça.

Contrabandos

Em quase um ano de investigação, o Gaeco descobriu que a organização criminosa composta por esses policiais, incluindo Oficiais, atuava principalmente na facilitação de contrabando de cigarros. Eles agiam em Campo Grande e em regiões de fronteira com o Paraguai e a Bolívia. Ao todo, mais de 125 policiais saíram para cumprir os mandados expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar.

Aumento de Patrimônio

Os mandados foram cumpridos nas residências, locais de trabalho e casas de parentes dos investigados. O Gaeco descobriu que alguns desses policiais tiveram um aumento de patrimônio muito grande em pouco tempo e que a organização criminosa sabia quando os carregamentos viriam para o Brasil. Os presos foram encaminhados ao presídio militar, no complexo penitenciário de Campo Grande.

A operação foi batizada de Oiketicus em alusão às lagartas desta espécie que constroem uma estrutura com seda e fragmentos vegetais que se parecem com um cigarro, e vai sendo ampliado com o crescimento do inseto.











Plantão

.
15/10/2018 - 12:39   Vereadora Célia Frota sugere limpeza de Cemitérios para o Dia de Finados
15/10/2018 - 11:52   Há quatro anos salvando vidas na BR-163/MS
15/10/2018 - 11:51   CCR MSVia prossegue com obras e serviços na BR-163/MS
15/10/2018 - 11:20   Bolsonaro afirma que vai resgatar o respeito em sala de aula
15/10/2018 - 11:19   Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores
15/10/2018 - 11:06   Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
15/10/2018 - 11:04   Ganhadora de carro 0km do Grupo ABV é de Dourados
15/10/2018 - 10:59   MS inicia outubro com quase 90% da safra 2017/18 de soja comercializada
15/10/2018 - 09:10   Forças Armadas e Polícia Federal fazem operação no Rio de Janeiro
15/10/2018 - 09:07   Homenagem da Câmara de Itaporã aos professores
15/10/2018 - 09:00   Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
15/10/2018 - 08:40   Acordo entre ministérios busca criar emprego para egressos de prisões
15/10/2018 - 08:30   Opas quer fortalecimento do SUS para atingir metas de desenvolvimento
15/10/2018 - 08:20   Fonoaudiólogo orienta professor otimizar e poupar a voz. Confira dicas
15/10/2018 - 08:10   Acidente com avião de pequeno porte deixa mortos na Alemanha
15/10/2018 - 08:00   Jovem corre atrás de ônibus em movimento, tenta forçar porta para entrar e morre atropelado
15/10/2018 - 07:50   Tite muda e adota mistério na seleção brasileira para enfrentar a Argentina
15/10/2018 - 07:49   Com novo limite para o 2º turno, candidatos já gastaram 4,8 milhões
15/10/2018 - 07:49   Policial aposentado morre quatro horas após se envolver em acidente
15/10/2018 - 07:47   Menino de 4 anos põe fogo em colchão de idosa acamada
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!