Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 21 de Junho de 2018





Mais 8 policiais são presos por suspeita de corrupção e contrabando em MS



14 de Junho de 2018 - 08:00           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

A Corregedoria da Polícia Militar, junto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prenderam mais oito pessoas por suposto envolvimento com a máfia dos cigarros, nesta quarta-feira (13).

Nenhum dos envolvidos possui patente de oficial e, entre os presos, está o irmão de um tenente coronel, também preso no dia 16 de maio. Na ocasião, foram cumpridos 20 mandados de prisão e 45 mandados de busca e apreensão contra os servidores suspeitos de corrupção, na capital e em 15 cidades do interior.

Esta é a terceira fase da operação, que teve todos os pedidos de prisão deferidos pela Justiça.

Contrabandos

Em quase um ano de investigação, o Gaeco descobriu que a organização criminosa composta por esses policiais, incluindo Oficiais, atuava principalmente na facilitação de contrabando de cigarros. Eles agiam em Campo Grande e em regiões de fronteira com o Paraguai e a Bolívia. Ao todo, mais de 125 policiais saíram para cumprir os mandados expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar.

Aumento de Patrimônio

Os mandados foram cumpridos nas residências, locais de trabalho e casas de parentes dos investigados. O Gaeco descobriu que alguns desses policiais tiveram um aumento de patrimônio muito grande em pouco tempo e que a organização criminosa sabia quando os carregamentos viriam para o Brasil. Os presos foram encaminhados ao presídio militar, no complexo penitenciário de Campo Grande.

A operação foi batizada de Oiketicus em alusão às lagartas desta espécie que constroem uma estrutura com seda e fragmentos vegetais que se parecem com um cigarro, e vai sendo ampliado com o crescimento do inseto.











Plantão

.
21/06/2018 - 16:01   Argentina perde para a Croácia, se complica na Copa e depende de terceiros
21/06/2018 - 15:55   Distribuidoras estão sem gás e afirmam que problema é na Petrobras
21/06/2018 - 15:53   Genro de Silvio Santos pode ser preso no aeroporto na volta dos EUA
21/06/2018 - 08:28   Câmara de Itaporã votará na próxima segunda projeto ´Mãos solidárias´
21/06/2018 - 08:22   Caminhão abandonado é encontrado pela PRF com três toneladas de maconha
21/06/2018 - 08:16   Cheque da desembargadora Tânia Borges é encontrado em investigação do Gaeco
21/06/2018 - 08:15   Trump assina ordem para manter crianças migrantes detidas junto com os pais
21/06/2018 - 08:14   Desembargador suspende depoimento de Lula em ação da Operação Zelotes
21/06/2018 - 08:13   Ativista pede punição a brasileiros que assediaram mulher na Rússia
21/06/2018 - 08:12   Supremo tem 5 votos para derrubar lei que proíbe sátiras em período eleitoral
21/06/2018 - 08:10   Governo de Mato Grosso do Sul é contrário à venda direta do etanol
21/06/2018 - 07:48   Motorista de trator morre depois de ser atingido na traseira por caminhonete
21/06/2018 - 07:45   Segundo a polícia, vítima de acidente fatal pode ter invadido a contramão
21/06/2018 - 07:44   PSD admite lançar Fábio ao governo com a desistência de pré-candidato
21/06/2018 - 07:37   Diesel cai R$ 0,62 em distribuidoras e apenas R$ 0,32 nos postos de MS
20/06/2018 - 18:43   49 crianças brasileiras estão separadas de pais nos EUA, diz nova lista
20/06/2018 - 17:38   Para Longen, instalação de montadora de veículos elétricos trará mais inovação a MS
20/06/2018 - 17:28   Itaporã adquiri triciclo para pintura de guias e sinalização horizontal
20/06/2018 - 16:30   Mala com ´simulacro de bomba´ é encontrada na Câmara dos Deputados
20/06/2018 - 14:57   Terceirização da Sanesul pode sair ainda nesse ano, diz Azambuja
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!