Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019





Juiz retira assessores, motoristas e benefícios de Lula
Decisão foi tomada por liminar que atende a pedido do MBL


17 de Maio de 2018 - 13:16           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Juiz retira assessores, motoristas e benefícios de Lula

 
 
Um juiz federal concedeu hoje (17) uma liminar que retira os benefícios pagos pela União ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como o cartão corporativo, assessores, motoristas, carros e seguranças. A decisão atende a uma ação popular movida por Rubens Nunes, coordenado nacional e advogado do Movimento Brasil Livre (MBL).

A liminar foi assinada pelo juiz federal Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal da 3ª Região. O magistrado afirmou que, como o petista está detido em um prédio da Polícia Federal em Curitiba, seus benefícios não seriam mais necessários, pois Lula estaria "muito mais em segurança do que tivera quando livre".

Nader também ressaltou que, apesar da condenação do ex-presidente não mudar o que está previsto na lei em relação aos benefícios a ex-ocupantes de cargos públicos, a Constituição prevê a suspensão de atos com custos para o patrimônio da União em caso de "inexistência dos motivos" que os justificaram inicialmente. Para ele, por Lula estar preso, não precisa mais de funcionários especiais a seu dispor.

Todo ex-presidente tem direito, por lei, a uma equipe de oito pessoas paga com o orçamento da Presidência de forma vitalícia.

São quatro servidores para "segurança e apoio pessoal", dois servidores para assessoramento e dois motoristas com carros especiais. O salário desses assessores pode chegar a R$ 13 mil.

Lula está detido desde 7 de abril. Ele foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, no caso envolvendo um apartamento triplex no Guarujá. (ANSA)










Plantão

.
17/01/2019 - 09:00   Ex-presidente do Naviraiense é condenado por desviar R$ 247 mil
17/01/2019 - 08:54   Mais de 6,4 mil microempresas devem R$ 136 milhões à Receita
17/01/2019 - 08:43   Alerta de tempestade para 8 cidades e calorão de 38°C em MS nesta quinta-feira
17/01/2019 - 08:40   DOF apreende dois veículos com contrabando do Paraguai na MS-141
17/01/2019 - 08:39   Em 15 dias, Corumbá lidera ranking de queimadas no Brasil
17/01/2019 - 08:33   Com rival de Marcelo Piloto na mira, polícia vai às ruas para prender 19
17/01/2019 - 08:24   Ex-candidato a prefeito e tio de Pavão é morto em ataque de grupo armado
17/01/2019 - 08:20   Em Corumbá, banco fiscaliza ocupações irregularidades em imóveis do Minha Casa, Minha Vida
17/01/2019 - 08:16   Em Rio Brilhante, adolescente é flagrado abusando da prima de 5 anos
17/01/2019 - 08:04   Em Caarapó, homem simula sequestro para enganar mãe e acaba preso
17/01/2019 - 08:00   Corpo de jovem é encontrado às margens da BR-163 em Juti
17/01/2019 - 07:47   Mãe salva por filho de assalto tentou correr atrás de bandidos
17/01/2019 - 07:40   Com faca, assaltante aterroriza jovens e acaba preso em Dourados
17/01/2019 - 07:20   Em Glória de Dourados, PM prende homem que esfaqueou ex-mulher
17/01/2019 - 07:00   Em Campo Grande, atentado tem batida, dois mortos e adolescente baleado
17/01/2019 - 06:50   Ator de Tropa de Elite sofre acidente e é internado em estado grave
17/01/2019 - 06:30   Depois de decreto, dobra número de procura por armas em lojas
17/01/2019 - 06:20   PF prende suspeito de participar de assassinato de líderes do PCC
17/01/2019 - 06:18   Como passar despercebido no WhatsApp mesmo conectado? 3 truques para alcançá-lo
17/01/2019 - 06:00   Trabalhadores são internados em Caarapó, após passarem mal por causa de agrotóxico
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!