Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018





Gaeco nega erro em cumprimento de mandado na “Grãos de Ouro”



10 de Agosto de 2018 - 16:38           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

A coordenadora do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), promotora Cristiane Mourão, nega que a equipe do grupo tenha se enganado ao cumprir mandado de busca e apreensão em Campo Grande. O fato foi relatado pelo advogado Marcio Almeida que informou que um casal residente na rua Sagarana, Portal do Panamá, tinha tido a casa ‘revirada’ por engano.

Conforme divulgado pelo Dourados News, relato do advogado para o Midiamax, citava que o borracheiro e a técnica de enfermagem se disseram assustados com a ação da equipe e ingressariam com pedido para restituir bens apreendidos e também ação indenizatória. 

O advogado afirmou que o casal relatou que arquivos de mídia digital foram apreendidos. 

O Campo Grande News que também relatou a informação de Marcio Almeida. Ele afirmava ainda que o “alvo” do Gaeco seria a sede da empresa Petrópolis Comércio de Cereais Ltda seria 1354, enquanto a casa fica no 1367. O advogado informou que a sede da empresa ficava ao lado da residência e foi fechada em 2015.  O imóvel onde funcionou a Petrópolis pertence ao casal, conforme o advogado, e foi alugado. 

Nesta sexta-feira (16), o Campo Grande News divulgou posicionamento da coordenadora do Gaeco. Segundo ela, a empresa informou à Receita Federal e à Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) que funcionava na rua Sagarana, 1367. O alvo da investigação é empresa de fachada.

“A casa é localizada na rua Sagarana 1367, isso é a própria reportagem que está dizendo. O mandado judicial foi para rua Sagarana 1367, o endereço que nós levantamos do alvo é rua Sagarana 1367. Então, não houve erro no nosso pedido, também não teve erro na decisão do juiz e nem no mandado judicial em relação ao endereço”, afirma.

Outro apontamento de Cristiane é que o acesso ao local foi franqueado (permitido) pelo morador e acompanhado por testemunhas de fora da equipe.

Ainda de acordo com o Campo Grande News, no questionário do que é apreendido e como foi cumprido o mandado judicial, o proprietário informou que alugou o imóvel, não era parente dos locadores e o prédio foi entregue sem pendência no aluguel. O termo do cumprimento da ordem judicial não cita confusão na numeração.

Sobre o fato da ‘casa revirada’, a promotora contrapõe e diz que “as coisas são colocadas no mesmo lugar”. 

A empresa se tornou alvo por suspeita de ser “noteira”,  ou seja, fornecer notas frias num esquema que levava soja para fora do Estado sem recolher ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).
A operação “Grãos de Ouro” foi realizada em sete Estados: Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. O cálculo inicial é de prejuízo de R$ 44 milhões aos cofres públicos do estado.

 











Plantão

.
15/10/2018 - 12:39   Vereadora Célia Frota sugere limpeza de Cemitérios para o Dia de Finados
15/10/2018 - 11:52   Há quatro anos salvando vidas na BR-163/MS
15/10/2018 - 11:51   CCR MSVia prossegue com obras e serviços na BR-163/MS
15/10/2018 - 11:20   Bolsonaro afirma que vai resgatar o respeito em sala de aula
15/10/2018 - 11:19   Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores
15/10/2018 - 11:06   Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
15/10/2018 - 11:04   Ganhadora de carro 0km do Grupo ABV é de Dourados
15/10/2018 - 10:59   MS inicia outubro com quase 90% da safra 2017/18 de soja comercializada
15/10/2018 - 09:10   Forças Armadas e Polícia Federal fazem operação no Rio de Janeiro
15/10/2018 - 09:07   Homenagem da Câmara de Itaporã aos professores
15/10/2018 - 09:00   Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
15/10/2018 - 08:40   Acordo entre ministérios busca criar emprego para egressos de prisões
15/10/2018 - 08:30   Opas quer fortalecimento do SUS para atingir metas de desenvolvimento
15/10/2018 - 08:20   Fonoaudiólogo orienta professor otimizar e poupar a voz. Confira dicas
15/10/2018 - 08:10   Acidente com avião de pequeno porte deixa mortos na Alemanha
15/10/2018 - 08:00   Jovem corre atrás de ônibus em movimento, tenta forçar porta para entrar e morre atropelado
15/10/2018 - 07:50   Tite muda e adota mistério na seleção brasileira para enfrentar a Argentina
15/10/2018 - 07:49   Com novo limite para o 2º turno, candidatos já gastaram 4,8 milhões
15/10/2018 - 07:49   Policial aposentado morre quatro horas após se envolver em acidente
15/10/2018 - 07:47   Menino de 4 anos põe fogo em colchão de idosa acamada
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!