Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018





Fronteira volta a ser bloqueada por caminhoneiros em protesto contra governo
É a segunda vez que o trânsito na fronteira é bloqueado, só nesta semana; o primeiro protesto começou no dia 9 e durou cerca de 30 horas


12 de Janeiro de 2018 - 09:34           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Fronteira volta a ser bloqueada por caminhoneiros em protesto contra governo

 
 

Caminhoneiros bolivianos voltaram a fechar a fronteira do país com o Brasil, nas cidades de Corumbá e Puerto Quijarro, no início da madrugada desta sexta-feira (12). O fluxo de veículos foi interrompido no local e a passagem de pessoas só é permitida a pé.

A manifestação, segundo informações do site Diário Corumbaense, tem como objetivo pressionar o governo de Evo Morales a revogar artigos da Lei 1.005, o Código Penal do país vizinho, que de acordo com os manifestantes, afetam diretamente o setor de transportes.

Protestos estão sendo realizados nas principais cidades do país e nas fronteiras. Ainda de acordo com o site, entidades estudantis e civis organizadas prometem também paralisar a cidade de Santa Cruz de la Sierra. Representantes dos sindicatos dos taxistas, mototaxistas e da Associação de Blocos Carnavalescos, também podem aderir ao protesto.

Esta é a segunda vez que o trânsito na fronteira é bloqueado, só nesta semana. O primeiro protesto aconteceu na primeira hora da última terça-feira (9) e durou cerca de 30 horas, voltando ao normal somente na tarde do dia seguinte.

Na ocasião, Angél Saavedra, presidente da Associação de Transporte Pesado de Arroyo Concepción (distrito fronteiriço de Puerto Quijarro), defendeu que a nova legislação aumenta, por exemplo, as sanções por homicídio culposo durante condução de veículo, além de prever o ressarcimento de danos e outras providências. Não previsão para liberação do tráfego de veículos no local.











Plantão

.
18/10/2018 - 17:53   Cartões de confirmação do Enem serão liberados na segunda-feira
18/10/2018 - 17:36   Pagamento do 13º salário injetará R$ 2,6 bilhões na economia de Mato Grosso do Sul
18/10/2018 - 17:36   Brasil tem 477 grávidas e lactantes no sistema carcerário; MS tem 19
18/10/2018 - 17:20   Inscrições para especialização a distância oferecida pelo IFMS vão até dia 22
18/10/2018 - 17:18   WhatsApp esvazia debate na campanha eleitoral deste ano
18/10/2018 - 17:17   Homem foge com veículo roubado que dá problema e ele acaba preso
18/10/2018 - 17:15   Operação contra o tráfico e facção criminosa prende 6 na Capital
18/10/2018 - 17:13   Afogamento de africano ocorreu após apostar garrafa de cachaça com colega
18/10/2018 - 17:06   Senai, UFMS e Fiocruz vão desenvolver pesquisas em conjunto para indústrias de MS
18/10/2018 - 17:00   CCR MSVia abre novas vagas no Serviço de Atendimento, SAU
18/10/2018 - 11:09   Mergulhadores continuam buscas por corpo de homem no lago da rodoviária
18/10/2018 - 10:58   Playboy da mansão é morto com tiro nas costas enquanto bebia com amigos
18/10/2018 - 10:57   BR-163/MS passa por obras e serviços da CCR MSVia
18/10/2018 - 10:50   Bruna Marquezine é clicada durante mergulho em Noronha
18/10/2018 - 10:40   Dólar abre em alta a R$ 3,68 e Bolsa de Valores opera em queda
18/10/2018 - 10:30   Após denúncia anônima, polícia recupera pick up roubada com 1t de maconha
18/10/2018 - 09:40   Câmara propõe a criação da semana nacional do feijão e arroz
18/10/2018 - 09:30   Locais de prova do Enem poderão ser consultados na segunda-feira
18/10/2018 - 09:20   Justiça condenada mulher a 12 anos de prisão pela morte do ex-marido
18/10/2018 - 09:10   Menor flagrado com 565 quilos de maconha continuará internado
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!