Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019





Ex-PM investigado por morte de Marielle diz que família sofre ameaças



16 de Maio de 2018 - 09:44           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 
O advogado Renato Darlan, que defende o ex-PM Orlando Oliveira de Araújo, suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco, afirmou, em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (15), que a família do ex-PM está sendo vítima de ameaças.

A mulher do suspeito, que pediu para não ser identificada, disse que teve que sair de casa com a família e parentes e que também não está indo trabalhar. Ela relatou que teve uma das cercas elétricas de sua casa cortada.

Também conhecido como Orlando de Curicica, Araújo é apontado como membro de uma milícia da zona oeste do Rio e já estava preso preventivamente por um assassinato ocorrido em 2015, além de outros crimes, quando uma testemunha o apontou como um dos mandantes da morte de Marielle. Ele nega.

Segundo seu advogado, Orlando disse ter sofrido tentativa de envenenamento no presídio de Bangu. "Um carcereiro revelou a ele que ofereceram R$ 1 milhão para envenenar a comida", disse Darlan, afirmando ainda que o suspeito já está sem comer há cinco dias.

A defesa do ex-PM também pediu, nesta terça, o afastamento do titular da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio, Giniton Lages, que, segundo o defensor, teria "cometido várias ilegalidades", como intimidação e coação de Orlando, para ele assumir a participação no crime.

"Orlando contou que recebeu a visita do Giniton Lages que o obrigou a assumir o crime. Ele (Giniton) disse que só queria prender o vereador Marcello Siciliano e me daria o perdão legal", afirmou Darlan. Nas palavras do advogado, a suposta intimidação do titular da DH foi um "blefe de iniciante.

Segundo Darlan, Giniton teria dito a seu cliente que, caso ele não assumisse o envolvimento, Orlando seria imputado em outros dois homicídios, entre eles o de Carlos Alexandre Pereira, um assessor de Siciliano.

O advogado finalizou a entrevista desta terça dizendo que, em depoimento a ser prestado na quarta (16) à Polícia Civil e ao Ministério Público, Orlando vai revelar informações e nomes que comprometem a tese do envolvimento dele com o assassinato de Marielle.










Plantão

.
17/01/2019 - 10:08   Hoje tem *Bisteca frita * no Restaurante e Choperia Rei dos Espetos
17/01/2019 - 09:00   Ex-presidente do Naviraiense é condenado por desviar R$ 247 mil
17/01/2019 - 08:54   Mais de 6,4 mil microempresas devem R$ 136 milhões à Receita
17/01/2019 - 08:43   Alerta de tempestade para 8 cidades e calorão de 38°C em MS nesta quinta-feira
17/01/2019 - 08:40   DOF apreende dois veículos com contrabando do Paraguai na MS-141
17/01/2019 - 08:39   Em 15 dias, Corumbá lidera ranking de queimadas no Brasil
17/01/2019 - 08:33   Com rival de Marcelo Piloto na mira, polícia vai às ruas para prender 19
17/01/2019 - 08:24   Ex-candidato a prefeito e tio de Pavão é morto em ataque de grupo armado
17/01/2019 - 08:20   Em Corumbá, banco fiscaliza ocupações irregularidades em imóveis do Minha Casa, Minha Vida
17/01/2019 - 08:16   Em Rio Brilhante, adolescente é flagrado abusando da prima de 5 anos
17/01/2019 - 08:04   Em Caarapó, homem simula sequestro para enganar mãe e acaba preso
17/01/2019 - 08:00   Corpo de jovem é encontrado às margens da BR-163 em Juti
17/01/2019 - 07:47   Mãe salva por filho de assalto tentou correr atrás de bandidos
17/01/2019 - 07:40   Com faca, assaltante aterroriza jovens e acaba preso em Dourados
17/01/2019 - 07:20   Em Glória de Dourados, PM prende homem que esfaqueou ex-mulher
17/01/2019 - 07:00   Em Campo Grande, atentado tem batida, dois mortos e adolescente baleado
17/01/2019 - 06:50   Ator de Tropa de Elite sofre acidente e é internado em estado grave
17/01/2019 - 06:30   Depois de decreto, dobra número de procura por armas em lojas
17/01/2019 - 06:20   PF prende suspeito de participar de assassinato de líderes do PCC
17/01/2019 - 06:18   Como passar despercebido no WhatsApp mesmo conectado? 3 truques para alcançá-lo
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!