Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018





Defesa prepara pedido de liberdade de 2 presos pela PF nesta manhã
Investigados tem ligação com Instituto Ícone, de André Puccinelli Júnior que também foi preso na operação


14 de Novembro de 2017 - 11:47           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

O advogado André Borges afirma que pedirá ainda hoje (14) a revogação da prisão de Jodascil Gonçalves Lopes e João Paulo Calves. Os dois foram presos nesta manhã durante a 5ª fase da operação Lama Asfáltica, chamada de Papiros de Lama.

Na ação o ex-governador do Estado André Puccinellie o filho dele, o advogado André Puccinelli Junior foram presos preventivamente. Segundo a PF, o ex-chefe do executivo estadual tinha “papel central” na organização investigada.

O defensor ainda disse que os clientes dele prestar qualquer esclarecer a PF se tivessem sido convidados. “Prisão desnecessária”, considera.

Além das prisões, a Justiça decretou seis mandados de condução coercitiva. A reportagem conseguiu os nomes de quatro pessoas que foram levadas para depor na sede da PF (Polícia Federal) nesta 5ª fase da Lama Asfáltica, batizada de Papiros de Lama: André Luiz Cance, João Maurício Cance, João Baird e João Alberto Krampe Amorim dos Santos.

Operação – Policiais federais chegaram por volta das 6h à casa do ex-chefe do Executivo estadual. Simultaneamente equipes cumpriam mandados na casa e escritório de André Puccinelli Junior, no condomínio Dahma II onde mora Jodascil e em outros endereços dos demais investigados.

Conforme a PF, a operação tem como alvo uma organização criminosa que teria causado R$ 235 milhões em prejuízos aos cofres públicos.

Ainda segundo a Polícia Federal, 24 mandados de busca e apreensão, além do sequestro no valor de R$ 160 milhões das contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas também foram autorizados pela Justiça.

As medidas estão sendo cumpridas em Campo Grande, Nioaque, Aquidauana e São Paulo (SP), com a participação de mais de 300 policiais federais, servidores da CGU (Controladoria Geral da União) e servidores da Receita Federal.











Plantão

.
19/01/2018 - 14:40   De férias com a família, Ticiane Pinheiro usa vestido de 30 mil na praia. Fotos
19/01/2018 - 14:20   Wanessa Camargo fica fora de desfile da Mocidade no Carnaval: ‘Decisão difícil’
19/01/2018 - 14:17   Ao todo, contratos custarão R$ 867,9 mil aos cofres estaduais
19/01/2018 - 14:08   Governo anuncia construção de 100 casas populares no interior do Estado
19/01/2018 - 14:06   Motociclista de 40 anos morre atropelado por carro na rodovia MS-487
19/01/2018 - 14:00   Filho de Patricia Abravanel abraça a irmã recém-nascida, Jane: ‘Amor’
19/01/2018 - 12:20   Joãozinho Engraxate´ morre aos 66 anos em Dourados
19/01/2018 - 12:00   Conselho define procedimentos para saque de cotas do PIS/Pasep
19/01/2018 - 11:40   Acidentes graves em rodovias federais caem 7,5% em 2017; número de multas sobe
19/01/2018 - 10:40   Homem que estava caçando é preso pela Polícia Ambiental ao tentar fugir; armas e munições são apreendidas
19/01/2018 - 10:20   Taylor Swift e sua família são ameaçados de morte por perseguidor da cantora, diz site
19/01/2018 - 10:00   Entregas de uniformes em escolas da Rede Estadual começam com um mês de antecedência
19/01/2018 - 09:58   Mãe abre portão e filho acaba esfaqueado por vizinho
19/01/2018 - 09:26   Ministério da Educação reconhece 50 cursos de ensino superior
19/01/2018 - 09:19   Entregas de uniformes em escolas da Rede Estadual começam com um mês de antecedência
19/01/2018 - 08:53   Vídeo produzido por produtores de Sidrolândia viraliza nas redes sociais de Bolsonaro
19/01/2018 - 08:45   Terminam hoje inscrições para vagas com salários de até R$ 8,4 mil
19/01/2018 - 08:40   Chuva abre cratera em rodovia de MS, carro cai e duas pessoas ficam feridas
19/01/2018 - 08:20   MS quer Maracaju como ponto de partida da Ferroeste
19/01/2018 - 08:07   Prazo para segunda etapa de matriculas na rede estadual termina nesta 6ª feira
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!