Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018





Cabo Daciolo pede ao TSE anulação da votação do 1º turno



11 de Outubro de 2018 - 09:00           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

O candidato do Patriota à Presidência da República, Cabo Daciolo, foi ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) apresentar pedido de anulação da votação do 1º turno das eleições deste ano, para que seja feita uma nova edição do pleito usando o método de voto em cédula, e não em urna eletrônica. Ele argumentou que houve fraude na adoção de urnas eletrônicas.

Daciolo disse que já havia apresentado um pedido de uso de voto em cédula no início de setembro. Segundo o candidato, o TSE respondeu argumentando que não havia situação de excepcionalidade que exigisse o abandono do emprego de urnas eletrônicas em favor da votação em cédula.

“Temos várias denúncias de fraudes das urnas eletrônicas. Em todo o território nacional, as pessoas iam votar e quando chegavam lá para votar para presidente não concluía. Quando tem fragilidade nas urnas eletrônicas, é necessário em caso excepcional que TSE faça votação em cédulas”, defendeu Daciolo.

Consultado, o TSE respondeu por meio de sua assessoria que o processo encontra-se em tramitação por via administrativa e que até o momento não houve decisão.

Normalidade

No balanço das eleições, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, afirmou que a votação do último domingo (7) ocorreu em “clima de normalidade absoluta”, mas colocou que o Tribunal vai apurar com rigor denúncias de irregularidades na votação.

A missão internacional da Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgou informe preliminar no qual relatou não ter atestado problemas nas urnas que colocassem em questão a legitimidade da votação. Segundo os representantes da OEA, especialistas em sistemas de votação designados pela missão acompanharam as urnas ao longo do ano e não encontraram indícios de vulnerabilidades ou fraudes.











Plantão

.
12/12/2018 - 19:26   Adolescente morre afogado durante banho com amigos em lagoa
12/12/2018 - 19:23   Delegado e vereadora de Itaporã propõe conscientização sobre violência doméstica e sexual
12/12/2018 - 16:52   Encontro discute combate à violência contra a mulher nos municípios de fronteira
12/12/2018 - 16:50   Murilo e Geraldo são cotados para assumir secretarias no governo Azambuja
12/12/2018 - 16:39   Homem rodeado por jacarés é resgatado de riacho em MS
12/12/2018 - 16:05   Catedral de Campinas celebra missa em homenagem às vítimas de ataque
12/12/2018 - 15:35   Dani Calabresa e Marcelo Adnet posam juntos em especial de humor
12/12/2018 - 14:38   PMA autua fazendeiro em R$ 13 mil por incêndio em vegetação de desmatamento ilegal pelo qual já havia sido autuado
12/12/2018 - 11:00   Crescem as exportações de arroz brasileiro
12/12/2018 - 10:46   Cardápio saboroso para esta quarta-feira, 12/12, no Restaurante e Choperia Reis dos Espetos
12/12/2018 - 10:40   PMA autua dois em fazenda com capivara que tinham acabado de abater a tiros em trator
12/12/2018 - 10:20   Sem sucesso: bandidos tentam furtar agência bancária, alarme dispara e ladrões saem correndo
12/12/2018 - 10:00   Com energia cortada, jovem vence olimpíada de matemática estudando com luz de poste
12/12/2018 - 09:27   Copasul 40 anos: Grande evento reuniu cooperados e fundadores em Naviraí
12/12/2018 - 09:02   Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça
12/12/2018 - 09:00   Senai de Três Lagoas está com matrículas abertas para 300 vagas em 6 cursos técnicos
12/12/2018 - 08:58   Campanha de vacinação do Sesi imunizou 13,4 mil trabalhadores de indústria em 2018 no Estado
12/12/2018 - 08:40   Desembargadora Tânia Borges é alvo de novo processo no CNJ
12/12/2018 - 08:26   Rotary Club e Sicredi de Itaporã fazem entrega de equipamentos ao Hospital Municipal
12/12/2018 - 08:21   Mãe tenta vender virgindade da filha de 13 anos na Internet por quase 100 mil reais
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!