Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sábado, 19 de Janeiro de 2019





Autor se entrega 2 dias após homicídio em bar; vítima matou o próprio filho



12 de Janeiro de 2019 - 14:05           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Durval Morales Gois, de 68 anos, que em legítima defesa matou o filho de 38 anos a golpes de punhal no início de dezembro na casa onde viviam na Vila Albuquerque, foi assassinado a facadas na quarta-feira (9), depois de ameaçar de morte um servente de pedreiro de 38 anos, em um bar no mesmo bairro. O autor, conhecido como “Baiano´ se apresentou a polícia nesta sexta-feira (11), contando que no dia do crime foi até um bar no bairro onde vivia a vítima, por volta das 6h.

Durval chegou cerca de duas horas depois. Ele teria pedido algumas doses de cachaça e estava tomando cerveja quando começou a xingar as pessoas que estavam no bar.

Baiano, então, teria pedido para que ele respeitasse o local onde havia inclusive pessoas mais velhas. Os dois discutiram e, segundo o autor, Durval o ameaçou, dizendo que já havia matado uma pessoa e que não se importaria em matar outra, indo para cima dele. “Eu achei que ele estava com alguma arma na cintura e peguei a faca que estava na minha, o atingindo três ou cinco vezes porque se eu não atacasse ele, ele ia fazer comigo, estava apenas me defendendo´, relatou em depoimento.

Conforme informações do advogado de Baiano, Amilton Ferreira Almeida, depois do crime, o autor ficou com medo de ser atacado de volta e fugiu, passando em casa para pegar os documentos e indo para outro lugar não informado. “Quando passou o alvoroço, ele me contatou e decidiu se entregar porque está arrependido´, disse.

Amilton justificou que o cliente estava com uma faca no momento do crime por conta de seu trabalho e que ela é utilizada para abertura de sacos de cimento, por exemplo. Ferreira informou ainda que como baiano se apresentou juntamente com a faca utilizada, irá responder pelo crime registrado como homicídio doloso qualificado, em liberdade.

Caso Durval - Aos 63 anos, Durval Morales Gois matou o filho de 38 anos a golpes de punhal. O caso aconteceu por volta das 19h30 na casa onde os dois viviam, na Avenida Major Gumercindo Bruno Borges, na Vila Albuquerque, em Campo Grande. Roger Augusto Pereira Gois chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

De acordo com o boletim de ocorrência, foi o próprio pai que acionou o socorro. O filho foi encontrado ferido na sala com cinco golpes de punhal. A arma usada no crime foi apreendida. Durval relatou aos militares e a polícia que vinha sendo agredido constantemente pelo filho - dependente de álcool e droga. Roger tem várias passagens pela polícia. Há 20 dias, ele arrancou o dente do pai durante uma das agressões.

Um dia antes, Roger teria chegado em casa embriagado e tentado agredir o pai novamente. Foi quando Durval se armou e acabou o atingindo com vários golpes no peito e no abdômen. Ele foi socorrido, mas morreu ainda dentro da viatura dos bombeiros. Durval foi levado à delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado.

O delegado Hoffman D´Ávila, que atendeu a ocorrência, entendeu que o pai matou o filho por legitima defesa, pois constantemente sofria agressões. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, mas será investigado pela delegacia da área











Plantão

.
19/01/2019 - 09:47   Hoje é dia de churrasco no Restaurante e Choperia Rei dos Espetos
19/01/2019 - 09:17   Jovem comete suicídio após escrever bilhete e trocar mensagens com a namorada
19/01/2019 - 09:15   Campanha vai orientar pescadores sobre proibição da pesca ao Dourado em MS
19/01/2019 - 09:12   A dessalinização da água do mar pode acabar com a sede
19/01/2019 - 09:08   Resumo de Novelas: Ondina provoca Sampaio, expondo seu amor por Valentina
19/01/2019 - 08:42   WhatsApp limita compartilhamento de mensagens para até 5 pessoas
19/01/2019 - 08:34   Novidades Netflix: Serial killers, genocídios e zumbis estão nos originais da semana
19/01/2019 - 08:31   Previdência: reforma chega ao Congresso em meados de fevereiro
19/01/2019 - 08:30   Funcionária de peixaria é importunada sexualmente e homem é preso em flagrante
19/01/2019 - 08:25   Homem com sinais de embriaguez morre ao cair da cachoeira do Inferninho
19/01/2019 - 08:21   Justiça tenta localizar 70 mil devedores ´desaparecidos´ de Campo Grande
19/01/2019 - 08:18   Jovem é preso após ser flagrado pichando bancos da Orla Morena
19/01/2019 - 08:15   Com 17 mil inscritos, concurso do IFMS aplica prova amanhã em Campo Grande
19/01/2019 - 08:12   Guia do futebol: o que você precisa saber sobre o 41º Estadual de MS
19/01/2019 - 08:10   Ceptec emite alerta de chuvas intensas em todo o Estado, mas calorão continua
19/01/2019 - 08:07   Morador de rua tenta furtar veículo de dentro de casa e é linchado por vizinhos
19/01/2019 - 07:45   Operação reforça abordagens a suspeitos e veículos na fronteira
19/01/2019 - 07:37   Cleo Pires arrasa de topless na praia e comenta o bronze: "torrada na foto"
19/01/2019 - 07:35   Estadual de futebol começa hoje com estreia do tigre douradense
19/01/2019 - 07:30   Marcelo Yuka, fundador d´O Rappa, morre aos 53 anos no RJ
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!