Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 19 de Junho de 2018





Audiência pública ´família acolhedora´ leva centenas de pessoas a câmara de vereadores
Após a audiência pública o projeto será levado as comissões em seguida ao plenário para votação dos vereadores


14 de Novembro de 2017 - 22:06           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 
A audiência pública sobre o Programa Família Acolhedora, que aconteceu nesta terça-feira (14/11) , no plenário Câmara Municipal, às 19h, contou  com público estimado alunos professores e diretores presidente de entidades e pessoas interessadas em saber sobre como funciona o programa Família acolhedora

Segundo o vereador Cascatinha, o objetivo foi justamente apresentá-lo à comunidade a fim de conseguir  de que o projeto passe pela câmara de vereadores e em seguida seja sancionado pelo Executivo municipal.
 
A audiência contou com presença do  Dr.Evandro Endo,  juiz de direito da Comarca de Itaporã, gerente de Assistência Social ,Tânia Mara Custódio, que no ato representou o prefeito Marcos Paco,  coordenadora da casa de acolhimento em Itaporã, Maria Aparecida de Brito, Conselheira Tutelar Luciane Viana, Assistente Social da Comarca de Camapuã, Dirlene Joseli Colla da Silva, representante do Ministério Público Dr Vinícius Fernandes Cherem, defensor público,  vereadores Lourdes Struziati, Lindomar de Freitas, Ademir de Freitas, Célia Frota e o proponente do projeto José Odair (cascatinha). Estiveram presentes representantes de partidos políticos além de alunos diretores e professores de algumas escolas do município.  

Tânia Mara Custódio, ao fazer o uso da palavra disse,  que o projeto é de suma importância para o município,  porém todo o projeto traz algumas inseguranças e preciso ser bem elaborado.Ela citou a exemplo o município de Alcinópolis que enfrentou problemas com o programa Família acolhedora, outra cidade  Inocência que o projeto funcionou apenas por 33 dias e as famílias cadastradas desistiram. Tânia Mara elogiou o município de Camapuã que há 15 anos possui o projeto família acolhedora e que hoje é referência no estado de Mato Grosso do Sul.

Assistente Social da Comarca de Camapuã Dirlene Joseli, durante todo o tempo de sua apresentação, falou da importância da reintegração da criança ou adolescente à sua família e de se trabalhar com afinco tanto a família de origem quanto a família acolhedora para que se alcance o objetivo do programa.
 
Para o juiz , Evandro Endo, programa é de uma grandiosidade imprescindível. “Há muito tempo o judiciário tinha soluções certas para situações muito complexas. Hoje é preciso que se tenha diversas soluções para os conflitos ocorridos com as crianças e adolescentes, pois cada caso requer uma solução específica.

Após audiência o projeto segue para ser votado pelas comissões e só depois é levado ao plenário para votação dos vereadores

O Programa Família Acolhedora tem como objetivo viabilizar o acolhimento, por famílias voluntárias, de crianças e adolescentes vítimas de violência reiterada em seus lares, evitando a necessidade de encaminhá-las a um abrigo. O programa acolhe casos encaminhados pelo Judiciario  em que os direitos da criança/adolescente foram violados e que foi entendido que há possibilidade dessa criança ser reintegrada ao seu convívio familiar de origem.
 
Para o sucesso do programa é preciso: famílias acolhedoras – que são aquelas que se propõem  acolher em suas casas – e crianças/ adolescentes que necessitam ser afastados do seu meio familiar e comunitário, mediante medida de proteção por um período provisório, já que elas serão reintegradas à família de origem. O período de convivência com a família acolhedora pode chegar a um ano e para manutenção das despesas do acolhido, a família recebe um subsídio que será pago pela Prefeitura Municipal
 
 
Redação/Agora












Plantão

.
19/06/2018 - 08:20   Ex-ministro Eliezer Batista, pai de Eike Batista, morre aos 94 anos no Rio
19/06/2018 - 08:10   Editora UEMS recebe a partir do dia 25 obras para publicação
19/06/2018 - 08:07   Dupla é presa por tentativa de homicídio contra vendedor de espetinhos
19/06/2018 - 08:04   Silvio Santos revela que prefere as novelas da Globo: ´elas têm sacanagem´
19/06/2018 - 08:02   Calote em venda de fazenda teria motivado atentado a prefeito
18/06/2018 - 19:40   Aliando humanização e assistência, HU-UFGD implementa Núcleo de Saúde Indígena
18/06/2018 - 19:35   Fundação MS divulga plataforma para escolha de insumos agrícolas
18/06/2018 - 19:03   Prefeitura adquiri nova ambulância para hospital municipal
18/06/2018 - 18:10   BR-163/MS sedia ação de saúde da CCR MSVia nesta quarta
18/06/2018 - 16:35   Lamper Digitalização vence licitação, locação de Software para atender Câmara de Itaporã
18/06/2018 - 15:08   Mais dois terminais portuários serão leiloados em setembro
18/06/2018 - 15:07   Seduc goleia Maracaju e garante classificação para as quartas do Sub-17
18/06/2018 - 15:06   Comboio é apreendido com mercadoria contrabandeada
18/06/2018 - 15:04   Acessórios de cabelo para aquecer você neste inverno
18/06/2018 - 15:02   Centro Internacional de Negócios capacita empresários sobre novo processo de exportações
18/06/2018 - 15:00   DPVAT pagou mais de 3 mil indenizações em MS em cinco meses
18/06/2018 - 14:58   Pessoas com doenças cardíacas não se exercitam o suficiente, diz estudo
18/06/2018 - 14:56   Com dois de Lukaku, Bélgica derrota o Panamá por 3 a 0
18/06/2018 - 14:54   Países do Mercosul assinam acordo para rótulo frontal de alerta em alimentos
18/06/2018 - 14:53   Definidos os campeões do estadual de beach tennis
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!