Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 20 de Novembro de 2018





Aparelho de academia tem mais bactérias que vaso sanitário, indica estudo



11 de Julho de 2018 - 09:50           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Quando pensamos em treino uma das primeiras coisas que nos vem à cabeça é saúde, não é mesmo? O problema, contudo, é que um estudo concluiu que a academia tem mais bactérias que um vaso sanitário. Isso, é claro, não é nem um pouco saudável!

Com o objetivo de entender o risco de infecções dentro desses locais, o site norte-americano FitRated junto com o laboratório EmLab P&K testaram 27 equipamentos de três academias. A pesquisa incluiu esteiras, bicicletas ergométricas e halteres.

Foram encontrados diversos tipos de bactérias, entre elas as Staphylococcus – causa mais comum de problemas de pele, pneumonia e septicemia. As amostras apontaram também a presença de bastonetes gram-negativas. Esse tipo de microrganismo pode ser resistente aos antibióticos e tem como exemplo a salmonella, causadora da febre tifóide. O terceiro tipo de bactérias encontrado foi as bastonetes gram-positivas, que em geral não é tão prejudicial à saúde.

Bactérias em números

Os halteres saíram na frente na lista de aparelhos mais contaminados: cada um deles possui 362 vezes mais bactérias do que um vaso sanitário.

Os testes indicaram também que a bicicleta ergométrica tem cerca de 39 vezes mais microrganismos que uma bandeja de praças de alimentação. Já as esteiras, considerando botões do painel e apoios, têm 74 vezes mais bactérias do que uma torneira de banheiro público.

Depois de ver esses números, certamente você começará a andar com o álcool em gel na bolsa para o pós-treino.











Plantão

.
20/11/2018 - 16:43   João Batista de Camargo é reconduzido à Presidência do Sindical
20/11/2018 - 15:05   Vereadora Marlei do Hospital sugere instalação de cestos ecológicos em bocas de lobo
20/11/2018 - 12:12   Repórter da Globo, Fabíola Andrade nega assédio e diz que colega a procurou
20/11/2018 - 12:10   Por que os meninos adolescentes precisam de um especialista
20/11/2018 - 12:07   Homem que energizou cerca onde menor morreu é preso em flagrante por homicídio
20/11/2018 - 12:07   Pare-e-siga da CCR MSVia auxilia execução de serviços na BR-163/MS
20/11/2018 - 11:58   Na reta final para o desligamento do sinal analógico, Seja Digital reforça ações em Dourados e região
20/11/2018 - 11:53   Senai de Corumbá oferece especialização técnica em segurança do trabalho para a construção civil
20/11/2018 - 10:25   Adolescente de 16 anos, com várias passagens pela polícia é encontrado morto em Itaporã
20/11/2018 - 09:44   URGENTE: Corpo é encontrado às margens de estrada em Itaporã
20/11/2018 - 09:41   Em Dourados, adolescente morre ao tocar em cerca elétrica na aldeia Bororó
20/11/2018 - 09:37   Sobrinho de prefeito de MS é sequestrado e executado no Paraguai
20/11/2018 - 08:40   Brasil encara Camarões em último amistoso do ano
20/11/2018 - 08:30   URGÊNCIA Senadores tentam votar projeto que enfraquece a Lei da Ficha Limpa
20/11/2018 - 08:20   Programa Mais Médicos oferece 8.517 vagas a partir de quarta-feira
20/11/2018 - 08:01   Nasce no Rio o pequeno Rael, filho de Isis Valverde e André Resende
20/11/2018 - 08:00   Estudantes têm até sexta-feira para renovar contrato do Fies
20/11/2018 - 07:50   Motorista briga em tabacaria, foge, bate em 4 carros, mas acaba solta
20/11/2018 - 07:44   Justiça bloqueia bens de políticos e empresários por compra de farinha
20/11/2018 - 07:41   Família volta a pedir ajuda para salvar a vida do garoto Davi Samuel
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!