Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018





‘Não adianta ficar no espírito do faz de conta’, diz Reinaldo sobre reforma da Previdência
Governador afirma que mudanças irão preservar direitos adquiridos


13 de Novembro de 2017 - 15:58           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

‘Não adianta ficar no espírito do faz de conta’, diz Reinaldo sobre reforma da Previdência

 
 

Em entrevista à imprensa, o governador Reinaldo Azambuja deu um recado para quem é contra a reforma da Previdência de Mato Grosso do Sul. Ele afirmou, nesta segunda-feira (13), que não adiantar fingir que não existe um rombo nas contas. O chefe do Executivo entregou resfriadores de leite no Cepaer (Centro de Pesquisa e Capacitação da Agraer), na rodovia MS-010, em Campo Grande.

O governador disse que as mudanças preservam os direitos. Ele afirmou ainda que se a reforma não for aprovada, em “curtíssimo prazo”, poderá haver problemas nos pagamentos de pensionistas e inativos.

“Em curtíssimo prazo poderemos ter problemas em pagamento de pensionistas e inativos. Então, eu acho que isso aí, primeiro, não tira direito de ninguém, unifica os fundos, cria uma estabilidade, dá uma segurança futura para o recebimento, aumenta a alíquota tanto do ativo e inativo como do patronal para a gente atingir o equilíbrio necessário para cumprir com as obrigações. Não adianta a gente ficar no espírito do faz de conta. A pessoa contribui por anos e chega no momento da aposentadoria e muitas vezes não tem o recurso, como está acontecendo em inúmeros estados”, afirmou.

Reinaldo Azambuja declarou ainda que a reforma não foi feita para o governo, mas para o Estado, garantindo a segurança do recebimento da aposentadoria. “Hoje de manhã mesmo vi matérias a nível nacional de quatro grandes estados que não estão conseguindo pagar aposentados e pensionistas. Isso está sendo recorrente. Para que isso não aconteça no futuro em Mato Grosso do Sul estamos fazendo, preservando os direitos, mas criando um equilíbrio previdenciário para a segurança dos próprios servidores”.

A reforma da Previdência já está na Assembleia Legislativa. São dois projetos. A contribuição passará de 11% para 14%, no caso dos servidores, e de 22% para 28%, para a classe patronal. Nos cálculos do governo, com a aprovação dos textos o déficit previdenciário mensal irá cair de R$ 83,7 milhões para R$ 48,6 milhões - número 41% menor. O anúncio do aumento das alíquotas foi recebido com críticas pelos sindicatos dos servidores.


midiamax











Plantão

.
15/01/2018 - 19:51   Caminhoneiro entra em luta corporal com assaltantes na rodovia Itaporã/ Dourados
15/01/2018 - 18:44   Prefeito Marcos Pacco esclarece que licitação dos fogos foi feita com planejamento.
15/01/2018 - 14:20   Após chuvas intensas, Prefeitura de Itaporã realiza limpeza em bocas de lobo
15/01/2018 - 14:10   Selton Mello é alvo de ataques na internet e processa Facebook
15/01/2018 - 13:27   Motorista foge sem prestar socorro depois de atropelar 4 pessoas
15/01/2018 - 12:51   Governadora promete usar ICMS em ações de prevenção ao uso de drogas
15/01/2018 - 12:48   Rose sanciona lei que prevê punições em casos de indisciplina nas escolas
15/01/2018 - 12:42   Indígena é encontrado morto em Dourados; polícia investiga causas
15/01/2018 - 12:35   ACCGD luta para manter apoio aos pacientes com câncer
15/01/2018 - 11:17   Mulher mata vizinha a facadas por causa de vaga de emprego
15/01/2018 - 11:10   Mulher encontra namorado morto em casa e polícia investiga
15/01/2018 - 11:06   Polícia do Paraguai prende dupla que despachava droga via MS
15/01/2018 - 11:03   Quase 20 mil trabalhadores deixaram de sacar o abono salarial em MS
15/01/2018 - 10:57   Ciclone deixa 51 mortos e 22 desaparecidos em Madagascar
15/01/2018 - 10:54   Consultoria eleva estimativa de preço do algodão para 72,50 centavos de dólar
15/01/2018 - 10:50   Defensoria pede revogação da prisão preventiva de Nando e comparsa
15/01/2018 - 10:48   Morre piloto americano que venceu provas na F7 1, Nascar, Indy e Le Mans
15/01/2018 - 10:09   Odilon desmente notícia de que possa renunciar candidatura
15/01/2018 - 08:38   Projeto que obriga desbloqueio de vias em manifestações tem voto favorável
15/01/2018 - 08:31   Com mais de 256 vagas, concursos oferecem salários de até R$ 23 mil
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!