Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018





Assentados abandonam lotes entregues pelo Incra em MS
Desassistência e comércio irregul


14 de Novembro de 2017 - 08:01           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Os 204 assentamentos de Mato Grosso do Sul têm 4.287 lotes vazios, segundo números do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Em algumas cidades, a quantidade de parcelamentos abandonados supera o montante ocupado. A superintendência regional do órgão aponta para compra e venda de terras como principal irregularidade que leva à desocupação, mas a falta de assistência do próprio instituto às unidades também afasta assentados.

Conforme levantamento do Incra, atualizado no início do mês, 27.708 famílias estão assentadas em Mato Grosso do Sul. A capacidade total dos assentamentos é de 31.995, ou seja, 13,3% dos lotes disponíveis estão vazios.

Com 15 projetos de assentamento, Ponta Porã é o município sul-mato-grossense com maior número de lotes desocupados. São 1.501 parcelamentos, que correspondem a um terço da capacidade total na cidade da região sul do Estado, de 4.506 famílias.

Ainda em Ponta Porã, só o Assentamento Itamarati II Fetagri tem 1.142 terras abandonadas. O projeto foi entregue em 2004 e tem estrutura para comportar 1.692 famílias, mas apenas 550 estão instaladas.

O superintendente do Incra no Estado, Humberto César Maciel, discorda dos números levantados pela autarquia federal. “Não é essa a totalidade. Não tenho esse número, mas não é muita coisa”, afirma.

O representante responsabiliza o sistema de informações pela “diferença” nos dados. “A gente notou que a quantidade de lotes disponíveis em determinado assentamento era uma, mas no sistema era outra”. 

*Leia reportagem, de Jones Mário, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 











Plantão

.
13/12/2018 - 11:38   Polícia Militar em Itaporã intensifica policiamento no final de ano.
13/12/2018 - 10:33   Cardápio saboroso para esta quinta-feira no Restaurante e Choperia Rei dos Espetos
13/12/2018 - 10:01   Cirilo e Pepa são afastados pela Justiça e suplentes assumem hoje
13/12/2018 - 10:00   Operação contra tráfico e roubo termina com cinco presos em Dourados
13/12/2018 - 09:34   PF cumpre mandado de busca em investigação de ameaça a Bolsonaro
13/12/2018 - 09:29   Deputados votam 23 projetos hoje, 14 em regime de urgência
13/12/2018 - 09:00   Vereadores de Itaporã votaram projeto que estabelece Diretrizes de Saneamento Básico no Município
13/12/2018 - 08:50   Artigo: Os diversos papéis das mulheres e a importância da empatia
13/12/2018 - 08:47   3 motivos para fazer o curso técnico em segurança do trabalho do Senai em Nova Andradina
13/12/2018 - 08:39   Para Fiems, reforma do aeroporto de Campo Grande vai fomentar indústria do turismo
13/12/2018 - 08:29   Longen diz que projeto sobre incentivos aprovado na Câmara atrairá mais indústrias para MS
13/12/2018 - 08:24   “Corrida e Caminhada Copasul” reuniu mais de 200 participantes
13/12/2018 - 08:22   Temperaturas vão ficar acima da média histórica entre dezembro e fevereiro
13/12/2018 - 07:59   Geraldo vai assumir a saúde e Murilo a infraestrutura
13/12/2018 - 07:48   Jovem de 15 anos morre ao ser atingida por raio em Amambaí
12/12/2018 - 19:26   Adolescente morre afogado durante banho com amigos em lagoa
12/12/2018 - 19:23   Delegado e vereadora de Itaporã propõe conscientização sobre violência doméstica e sexual
12/12/2018 - 16:52   Encontro discute combate à violência contra a mulher nos municípios de fronteira
12/12/2018 - 16:50   Murilo e Geraldo são cotados para assumir secretarias no governo Azambuja
12/12/2018 - 16:39   Homem rodeado por jacarés é resgatado de riacho em MS
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!